Google

NetShoes

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Introdução a Computação - Meio Ambiente

Material Introdução a Computação. Clique Aqui!

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Novell SUSE caso de sucesso Casas Bahia


Casos de Sucesso - Banco Brasil - Software Livre


quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Terminal Linux e Comandos Linux

Aula – Exercícios – (09/10/14)

Definições:

Terminal Linux: É um emulador de linha de comando, onde utilizamos para “dar ordens” ao sistema, através de comandos em texto puro.
No ínicio todos os sistemas operacionais utilizavam apenas CLI (linha de comando) que tem por característica uma interface modo texto. Desta forma apenas usuários com experiência poderiam utilizar o sistema operacional, visto que era necessário o conhecimento de comandos para operação do computador. Hoje, graças a evolução tecnológica temos diversos sistemas operacionais que disponibilizam uma interface gráfica amigável, por exemplo, GNOME, KDE, Xfce, Window Maker, etc.
Entretanto, a interface no modo texto no Linux também evoluiu juntamente com as novas tecnologias, possibilitando uma administração mais detalhada, completa e complexa do Linux, como na utilização de programas em modo texto. No Ubuntu Linux o software padrão utilizado no terminal é o Bash (Bourne-again Shell).

Comandos do Linux: Um comando do Linux é uma palavra especial que representa uma ou mais ações. Um interpretador de comandos também é conhecido como shell ou modo texto. Ele é o programa responsável por interpretar essas instruções enviadas pelo usuário e seus programas para o kernel. No Linux, você poderá ter vários interpretadores de comandos (ao contrário do que acontece no Windows que só tem o command.com).
O interpretador de comandos é que executa comandos lidos do teclado ou de um arquivo executável. É a principal ligação entre o usuário. Entre os programas interpretadores de comandos podemos destacar o bash , csh  e sh  entre outros.


Exercícios:

Com intuito de familiarizarmos com o sistema Linux, faça uma pesquisa dos seguintes comandos abaixo e informe o retorno que cada comando nos proporciona:

1.   man
2.   help
3.   info
4.   date
5.   cal
6.   cp
7.   time
8.   ls
9.   free
  .   du
  .   df
1.  ps
1.  kill
1.  killall
1.  cd
1.  pwd
1.  rm
1.  mv
1.  mkdir
2.  chmod
2.  tar
2. gzip
2. usermod
2. useradd
2. addgroup
2. cat
2. grep
2. who
2. w
3. ifconfig
3. ping
3. arp
3. su
3. sudo
3. clear
3. halt
3. reboot
3. shutdown

É abaixo pesquise e informe as descrições do conteúdo de cada diretório do Linux.

/
/boot
/home
/proc
/etc
/mnt
/dev
/root
/var


terça-feira, 7 de outubro de 2014

Sistemas Operacionais (Aulas Tec Informática Mod I)


Material Sistemas Operacionais -- Clique Aqui!

Atualizado 22/10/14.


quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Aula 01 - Sistemas Operacional (Linux)



Pronatec 2 - Informática
Aula 01 --- Sistema Operacional  ---- Linux ...
Ementa:
Sistemas Operacionais (Linux):
·         Introdução
·         Sistema Operacional e sua Estrutura
·         Drivers
·         Sistemas Multi-tareta e monotareta
·         Sistemas Mono usuário e multiusuário
·         Comandos Linux – Trabalhar com Shell
·         Sistemas de arquivos Linux
·         Estrutura de diretórios Linux
·         Permissões de arquivos
·         Usuários Linux
·         O Sistema Operacional e a Interface Gráfica
·         Shell Script
·         Arquivos e Programas de Configuração
Avaliações:
·         3 Provas ( 60 pontos)
·         1 Trabalho (10 pontos)
·         Seminário (10 Pontos)
·         Trabalhos em Sala de Aula (20 pontos)
·         Participação (05 Pontos)
Total: 105 Pontos


Definição:
  • Informática: É o termo usado para descrever o conjunto das ciências relacionadas ao armazenamento, transmissão e e processamento de informações em meios digitais.

                                          Memória
                                                  |
Entrada   ----------------    Processamento  -------------------  Saída

  • Sistema operacional é um software (programa) ou um conjunto de programas cuja função é gerenciar os recursos do sistema (definir qual programa recebe atenção do processador, gerenciar memória, criar um sistema de arquivos, etc.), além de fornecer uma interface entre o computador e o usuário.

É o primeiro programa que a máquina executa no momento em que é ligada (num processo chamado de bootstrapping) e, a partir de então, não deixa de funcionar até que o computador seja desligado.
O sistema operacional reveza sua execução com a de outros programas, como se estivesse vigiando, controlando e orquestrando todo o processo computacional.
Fonte: http://pt.wikipedia.org

  • Hardware: São os componentes físicos de um sistema de computador, abrangendo quaisquer periféricos.
Ex. Impressoras, modens, monitor, disquetes, scanner, mouses, etc..
  • Software: Programas de computador; instruções que o computador é capaz de entender e executar.

Ex. DOS, Windows, Word, Excel, PowerPoint, Access, etc.

Tipos de Software:

  • APLICATIVO - Software usado para atividades específicas.

Ex. Processadores de texto, planilhas e bancos de dados que executam as tarefas solicitadas pelo usuário. 

  • SOFTWARE BÁSICO - Sistemas Operacionais, que controlam o funcionamento do computador.

Ex. DOS, Windows, Linux Novell, Unix, etc.

  • Duas outras categorias, que não se encaixam entre os softwares básicos nem entre os softwares aplicativos, embora contenham elementos de ambos, são os softwares de rede, e as linguagens de programação.


Sistema Operacional Mono-Tarefa:

  • O ambiente mais simples é aquele onde um usuário executa um aplicativo de cada vez.  Como o próprio nome diz, o S.O. permite que apenas uma programa (tarefa) seja executado de cada vez.
Exemplo:  MS- DOS – Microsoft




Sistema Operacional Multi-tarefa:

  • Os sistemas multitarefa representam um avanço em relação aos sistemas monotarefa. Muitos comportam apenas um usuário, que, pode, entretanto, executar várias atividades ao mesmo tempo, como impressão, digitação de texto e acesso a Internet, etc.

Exemplos: Windows, Linux, etc.

 
Software Proprietário x Software Livre.

“Liberdade”
"Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências." Pablo Neruda

Software Proprietário é um programa para computador que é licenciado com direitos exclusivos para o seu produtor.
Exemplo: Windows, Microsoft Officce (Word, Excel,etc)
Obs.: O seu uso, redistribuição (doar, emprestar, vender a terceiros) ou modificação (Adequar as suas necessidades) é proibida.

Software Livre é um software que permite que possamos fazer alterações em seu código fonte sem que o proprietário precise autorizar, ou seja, podemos adequar as nossas necessidades.
Exemplo: Linux e suas distribuições.

Mas será que todo software livre é gratuito?

  • O que é uma distribuição? O que é uma distro Linux?

Distribuição Linux é um sistema operacional incluindo o kernel Linux e outros softwares de aplicação, formando um conjunto.


Kernel à Núcleo do sistema operacional. (Gerenciamento de memória, processos, dos arquivos, etc).

Historia do Linux:

  • Tudo começou em 1991, quando Linus Torvalds começou a trabalhar no desenvolvimento de um sistema Unix para rodar em seu 386. Na época, o único sistema similar era o Minix, um sistema operacional para uso acadêmico, que era bastante limitado. No início, Linus usava o Minix para rodar o editor, compiladores e outras ferramentas de desenvolvimento que utilizava para desenvolver o kernel Linux, mas, a partir de um certo ponto, ele passou a usar o próprio Linux. Ou seja, depois de um breve período de encubação dentro do Minix, o Linux passou a ser desenvolvido dentro do próprio Linux.
  • De início, o kernel Linux era um projeto muito pequeno, o hobby de um único programador. Entretanto, ele tinha uma grande vantagem em relação aos sistemas UNIX que o precederam: o simples fato de ser disponibilizado sob a licença GPL. Isso permitiu que outros programadores adotassem o projeto, passando a contribuir com melhorias e correções. Subitamente, toda a demanda acumulada em relação a um sistema Unix para micros PC foi canalizada em torno do Linux, fazendo com que o sistema passasse a crescer em um ritmo cada vez mais acelerado, chegando ao que temos nos dias de hoje.

Licenças GPL

A licença GPL (Licença Publica Geral) idealizada por Richard Stallman em 1989 e a de  maior utilização por parte de software livre, tão comentada, mas ao mesmo tempo tão mal compreendida, pode ser resumida em 4 direitos básicos e uma obrigação:

1- Aplicativos disponibilizados sob a GPL podem ser usados por qualquer um e para qualquer fim, sem limitações. Mesmo que eventualmente os criadores mudem de ideia e resolvam passar a distribuir novas versões do programa sob outra licença, as versões que foram distribuídas sob a GPL continuam disponíveis, o que permite que outros desenvolvedores criem uma derivação e continuem o desenvolvimento. Isso traz uma boa dose de segurança para quem usa o aplicativo, já que reduz a chance de ele ser descontinuado e ficar indisponível. Enquanto houver um volume considerável de usuários interessados no aplicativo, é bem provável que o desenvolvimento continue, de uma forma ou de outra.

2- Direito de tirar cópias do programa, distribuí-las ou até mesmo vendê-las a quem tiver interesse. Existe a possibilidade de ganhar algum dinheiro vendendo CDs gravados, por exemplo, mas como todo mundo pode fazer a mesma coisa, é preciso vender por um preço relativamente baixo, cobrando pelo trabalho de gravação e não pelo software em si, que está largamente disponível.
Isso faz com que a forma mais eficiente de ganhar dinheiro com os softwares seja prestar suporte e vender serviços de personalização e não com a venda direta, como no caso dos softwares comerciais. Para o cliente, acaba sendo vantajoso, pois o custo de implantação será o gasto com a consultoria e treinamentos, enquanto ao implantar um software comercial qualquer, ele gastaria também com as licenças de uso.

3- Direito de ter acesso ao código fonte do programa, fazer alterações e redistribuí-las. Para um programador este é o principal atrativo, já que permite criar novos projetos usando como base o código fonte de programas já existentes (ao invés de ter sempre que começar do zero), sem falar na grande oportunidade de aprendizado que examinar o código fonte de outros programas propicia.

4- Direito (e ao mesmo tempo a obrigação) de redistribuir as modificações feitas. Este é o ponto onde existem mais mal-entendidos. Se você desenvolve um software por hobby, ou para usá-lo internamente na sua empresa, e não possui interesse em explorá-lo comercialmente, você pode simplesmente divulgar o código fonte para todo mundo, o que é o caminho mais lógico se você pretende atrair outros interessados em ajudá-lo no desenvolvimento. Mas, caso você pretenda receber pelo seu trabalho de desenvolvimento, existem duas opções:
a) Você pode distribuir o software livremente para aumentar a base de usuários e ganhar vendendo suporte, treinamentos e personalizações.
b) Você só é obrigado a distribuir o código fonte a quem obtém o software, de forma que você pode trabalhar batendo de porta em porta, vendendo o software para alguns clientes específicos e fornecendo o código fonte apenas para eles. Não existe nada de errado com este modelo, mas você perde a possibilidade de ter contribuições de outros desenvolvedores, o que pode ser ruim a longo prazo.

Exercícios ----- Valor 2 Ptos .... Para motivar um pouco!!!!

  1. O que é um software e um hardware?
  2. O que é e para que serve o sistema operacional?
  3. Cite exemplos de dispositivos de entrada e de saída.
  4. Cite exemplos de Sistema Operacional.
  5. O que difere um software proprietário de um livre.
  6. Fale basicamente sobre a licença GPL.
  7. O que é um código Fonte.
  8. O que é um Kernel.
  9. O que é uma distribuição Linux.
  10. Cite exemplos de distribuições Linux.
  11. O que é um sistema Multi-Tarefa.
  12. O que é um código Fonte.
  13. O que é um compilador.
  14. O que pensa sobre liberdade de escolha? (Pessoal)


sábado, 6 de setembro de 2014

Banco de Dados!!!


Lista de Exercícios de banco de dados - SQL (DDL e DML) para estudos teóricos e práticos!

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Aula Excel Tec Meio Ambiente


Lista de Exercícios de Excel - Prática




terça-feira, 29 de julho de 2014

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Material Informática para Concursos

Download Material Concurso

Faça o download do material clicando aqui.

Escola Técnica de Viçosa - R. Dr. Milton Bandeira 160 3º andar